INGRESSOS

História

A história do cultivo de flores em Joinville tem origem no processo de ocupação do território pelos imigrantes europeus, a partir de 1851. Ao abrirem espaço na Mata Atlântica para a construção de suas casas e do novo povoado, se depararam com exuberantes espécies de orquídeas nativas. Encantados pela beleza dessas flores nativas, passaram a recolher as plantas e, vez por outra, as reuniam para admirá-las e comparar as variedades. Neste contexto é que surge a primeira Exposição de Flores e Artes (EFA), em 1936. Desde esta data, a festa somente foi interrompida nos anos de 1942 e 1943, em decorrência da 2ª Guerra Mundial.

Com o objetivo de manter a tradição do cultivo e encanto pelas flores, há mais de sete décadas, a cidade rende sua homenagem às orquídeas. Prestigiada anualmente por cerca de 180 mil pessoas, vindas de todo o Brasil e do exterior.

Em 1982, a Festa das Flores foi “Destaque Artístico do Turismo Nacional”, em premiação do Jornal Última Hora, do Rio de Janeiro (RJ). Em 1991, a Festa recebeu o Prêmio Imprensa Turismo – PIT, como “Evento de Destaque Turístico”, promoção do Jornal do Comércio e Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo do Rio de Janeiro (RJ). Em 2007, o “Swiss Tourism Awards”, conhecido como "Oscar" suíço do turismo, reconheceu Joinville como "Cidade das Flores, destinação de forte vocação turística", na categoria "Patrimônio a ser protegido", com ampla divulgação na imprensa europeia.